Importação Antecipada: BYD Song Pro Chega Antes do Aumento de Impostos

A BYD lançará o SUV híbrido plug-in Song Pro no Brasil em 15 dias, oferecendo uma alternativa mais econômica ao Song Plus, com preço estimado em R$ 200 mil. Importados da China, os veículos chegaram ao Porto de Suape antes do aumento da alíquota de importação de 10% para 18% em julho. A montagem local começará em 2025, em Camaçari (BA). O navio híbrido Explorer No. 1 trouxe 5.459 unidades para atender à demanda crescente no mercado brasileiro.
Publicado em Carros dia 29/05/2024 por Alan Corrêa

A BYD anunciou que o SUV híbrido plug-in Song Pro começará a ser vendido no Brasil dentro de 15 dias. O veículo chega como uma opção mais econômica em comparação ao Song Plus, visando atrair consumidores interessados em modelos como o Toyota Corolla Cross e o Jeep Compass. A previsão é que o preço fique em torno de R$ 200 mil, oferecendo uma nova alternativa no mercado de SUVs médios.

A importação dos veículos foi realizada recentemente, com a chegada de 5.459 unidades ao Porto de Suape, em Pernambuco. Esta operação foi planejada para ocorrer antes do aumento da alíquota de importação para veículos elétricos e híbridos, que passará de 10% para 18% em julho. A estratégia da BYD busca aproveitar a atual taxa mais baixa para oferecer preços competitivos.

O Song Pro mede 4,73 metros de comprimento, apenas um pouco menor que o Song Plus, que tem 4,77 metros. Ambos os modelos compartilham o mesmo conjunto híbrido plug-in, combinando um motor 1.5 aspirado com um motor elétrico, gerando uma potência total de 197 cavalos. Os veículos têm duas versões de autonomia no modo totalmente elétrico, com alcances de 70 km e 100 km.

BYD Inicia Montagem de Veículos Híbridos no Brasil em 2025. (Foto: BYD Song Pro - Wikimedia Commons)
BYD Inicia Montagem de Veículos Híbridos no Brasil em 2025. (Foto: BYD Song Pro – Wikimedia Commons)

A BYD está pronta para iniciar a montagem local de seus veículos no Brasil. A fábrica em Camaçari, na Bahia, utilizará a estrutura da antiga planta da Ford.

Navio Traz SUV Híbrido Econômico: BYD Song Pro Será Lançado em Julho no Brasil
Navio Traz SUV Híbrido Econômico: BYD Song Pro Será Lançado em Julho no Brasil

A montagem em modalidade CKD, que envolve a importação de peças para a montagem local, está prevista para começar em dezembro, com produção em massa a partir de meados de 2025.

Novo BYD Song Pro: Alternativa Acessível aos SUVs Médios Populares. (Foto: BYD Song Pro - Wikimedia Commons).
Novo BYD Song Pro: Alternativa Acessível aos SUVs Médios Populares. (Foto: BYD Song Pro – Wikimedia Commons).

Além do Song Pro, a BYD também trará ao mercado brasileiro o sedã híbrido plug-in King.

BYD Expande no Brasil com SUV Song Pro e Sedã King. (Foto: BYD)
BYD Expande no Brasil com SUV Song Pro e Sedã King. (Foto: BYD)

O modelo, que desembarcou junto com o Song Pro, será lançado em breve. O King tem um preço estimado de R$ 180 mil e também oferece versões com autonomia no modo elétrico de 70 km e 100 km. Ambos os modelos fazem parte da estratégia da BYD para expandir sua presença no mercado de veículos eletrificados no Brasil.

BYD Sedã King: Conheça o novo modelo que chega ao Brasil. (Foto: BYD).
BYD Sedã King: Conheça o novo modelo que chega ao Brasil. (Foto: BYD).

O navio híbrido Explorer No. 1, utilizado para transportar os veículos, foi entregue à BYD em janeiro e faz sua primeira viagem para a América do Sul. Com capacidade para até 7 mil veículos, o navio trouxe 5.459 híbridos e elétricos da China ao Brasil em uma viagem que durou 27 dias. Este movimento visa abastecer o mercado brasileiro antes do aumento da alíquota de importação.

A BYD já emplacou mais de 25,5 mil unidades de veículos nos primeiros cinco meses deste ano, um aumento de 43% em comparação ao mesmo período do ano passado. A empresa se tornou a nona montadora que mais emplaca carros no Brasil, segundo dados da Fenabrave. Com a previsão de comercializar 100 mil carros até o final do ano, a BYD reforça sua estratégia de crescimento no mercado brasileiro.

*Com informações de Uol, Tecmundo e Estadão.